envie-nos um e-mail

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 
Culto de Ações de Graça pela Formatura

 

Introdução:

1. Antes de iniciar a palestra desta noite festiva, desejo apresentar aos professores e alunos aqui presentes o meu afetuoso boa noite, cheio de felicitações por este momento até agora tão almejado...

2. Aos visitantes e familiares gostaria de apresentar as alegres e efusivas boas vindas desta igreja...

3. Amáveis formandos, a bondade de vossa deliberação, convidando me a realizar este culto de ações de graça, faz jus aos meus sinceros e inesquecíveis agradecimentos...

4. Mas não sou eu a única pessoa que se sente grata nesta noite...

5. Vocês também vieram até aqui para agradecer...

6. Então eu perguntaria: “A quem devemos gratidão?”

I. Ah! Sem Dúvida alguma Devemos Gratidão aos Nossos Pais...

A. Terminara a Segunda Grande Guerra Mundial com todos os seus horrores...

1. Surgem as estatísticas mundiais...
a. Sessenta e nove mil crianças estavam a procura de seus pais...
b. Treze milhões de órfãos...
c. Filhos sem pais, sem lar, ficam nas mãos de terceiros...
d. Muitos sofrendo a terrível orfandade...
e. Sim, quando faltam os pais falta tudo...
f. Porém como nos sentimos seguros, quando temos a bondosa companhia deles...

2. Prezados jovens, faltam palavras, mesmo para os mais hábeis escritores quando estes tentam descrever o valor dos pais...

B. O que diríamos então a respeito do esforço denodado de cada um deles, para que obtenhamos o estudo e preparo para o nosso bem-estar futuro?...

1. Ah!, quantos pais às vezes se privam de coisas realmente necessárias para eles, para que possam custear nossos estudos...

2. Ah!, quantos pais calejam suas mãos; quantas mães gastam suas energias e suas santas mãos no tanque de lavar roupas, para que seus filhos possam obter uma educação adequada...

3. Jovens, ao pensarmos em todos estes sacrifícios feitos em nosso favor, a única frase que pode ser proferida por nossos lábios é: "MUITO OBRIGADO, PAPAI E MAMÃE!"

4. Sim, queridos formandos, devemos ser profundamente agradecidos aos nossos pais. .

II. Mas, Há Algumas Outras Pessoas Que Também São Dignas de Nossa Afetuosa Gratidão...

A. Era o último dia do exame final em uma das grandes universidades do oeste dos Estados Unidos...

1. Na escadaria do edifício um grupo de estudantes de Engenharia confabulava, discutindo sobre o exame que em alguns minutos iria começar...
a. Os seus rostos mostravam confiança.
b. Este era o seu último exame - depois, a formatura e o trabalho...
c. Alguns falavam de trabalhos que já haviam sido prometidos; outros, de contratos em perspectiva.
d. Com o curso de quatro anos na Faculdade, sentiam-se prontos e aptos para conquistar o mundo...

2. "Este exame", diziam eles, "será barbada!"...
a. O professor havia dito que poderiam trazer todos os livros e anotações que quisessem; somente não deveriam falar um ao outro durante a prova....

3. Jubilosos, entravam na sala de aula...
a. O professor distribuiu os papéis das provas e sorriu satisfeito, ao ver os alunos alegres, pois havia apenas cinco perguntas...

4. Três horas se haviam passado e o professor começou a recolher os papéis.. .
a. Agora os estudantes não mais tinham um olhar confiante...
b. Nas suas faces havia uma expressão aterradora...

5. Ninguém falava e com os exames na mão, o professor encarou os alunos, ao notar o seu angustiado olhar, perguntando:
a. "Quantos responderam a quatro perguntas?"
b. Nenhuma mão se levantou...
c. "Três"... "Duas"... .

d. Os alunos se mexiam incessantemente em seus lugares.
e. "Uma? Por certo alguém respondeu pelo menos uma!".
f. Mas a classe manteve-se silenciosa...

6. O professor, ao examinar os papéis falou:
a. "É isto mesmo que esperava...
b. "Eu apenas quis-vos impressionar...
c. "Embora sendo quatro anos de engenharia, há muita coisa sobre o assunto que ainda não sabeis...
d. "Estas perguntas a que não soubestes responder são comuns na prática de cada dia"...

7. Então, sorrindo, acrescentou:
a. "Vós todos passastes no exame, mas lembrai-vos de que, embora formados deste colégio, vossa educação apenas começou."

8. Os anos apagaram o nome deste professor, mas não a lição que ele ensinou...

B. Ah!, meus prezados jovens, quantas lições preciosas nos são ensina das por nossos queridos e inesquecíveis mestres...

1. A maioria das crianças passa, propriamente dito, somente sete anos no lar, recebendo o fundamento para o futuro...
a. E quão importante são estes sete anos para elas...

2. Depois estão 16 a 18 anos nas mãos de professores que deixam suas impressões sobre a alma da criança, do infante e do jovem, na preparação para a vida...

3. Depois se casam e "estabelecem, trabalham e lutam pela vida!"...

4. Portanto, quão importante é o professor na vida de cada um de nós!...

5. Quantas fadigas, quantos trabalhos, quantas incompreensões e por que não dizer: quantas peraltices estes homens e mulheres de valor têm que suportar!...

6. Que responsabilidade assumem eles, perante Deus, perante a sociedade, perante a Pátria, em fazer do jovem, um homem ou uma mulher!...

7. Creio que somente o Céu sabe avaliar adequadamente o penoso trabalho realizado por nossos professores...
8. Por isso, quão gratos deveríamos ser a eles...

9. Jovens, que os Céus abençoem nossos queridos mestres...

III. Diletos Ouvintes, Muitas Comemorações de Formatura Terminam Aqui...

A. Sim, infelizmente muitos formandos se esquecem de agradecer o supremo Ser que está acima de nossos pais e professores...

1. Mas, estou feliz porque isto não acontece com vocês...
a. Pois, o fato de vocês escolherem uma igreja para renderem um culto de ações de graça, evidencia a fé que vocês possuem neste Ser superior, e a gratidão que desejam prestar-Lhe.

2. O apóstolo Paulo, escrevendo sua epístola aos Colossenses disse o seguinte:
a. "... sede agradecidos. Louvando a Deus, com salmos, com hinos e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração". Cal. 3: 15 - 16...

3. O espírito de gratidão, pode ser colocado como uma das mais sublimes virtudes, que caracteriza a vida cristã...
a. Este sentimento deve ser cultivado como fazemos com o amor, a alegria, a fé, a esperança, a generosidade, a cortesia, a amizade, a hospitalidade, a paciência, a mansidão, o domínio próprio, etc...

4. Temos inúmeros motivos para louvar nosso Criador, pois recebemos dEle cada dia favores e benefícios incontáveis...
a. Mas muitas vezes não exprimimos gratidão e reconhecimento a Ele por todas estas dádivas...

5. Lutero, o grande reformador, certa vez afirmou o seguinte:
a. "Se Deus fosse menos liberal na distribuição de Suas dádivas, então lhe seríamos mais agradecidos...
b. "Como, por exemplo, se Ele fizesse os homens nascerem com uma só perna ou pé, e depois ao completarem sete anos, lhe concedesse a outra perna ou pé...
c. "Aos quatorze anos desse uma mão, e aos vinte a outra...
d. "Então reconheceríamos melhor as dádivas e bondades do Senhor e ser-lhe-íamos muito mais agradecidos...
e. "Entretanto Deus derrama sobre nós suas dádivas em grande quantidade de uma só vez."

6. A Bíblia está repleta de exemplos de pessoas que souberam cultivar o espírito de gratidão...
a. O exemplo mais característico do VT é o de Davi...
b. Seus Salmos cantam louvor a Deus, expressando sempre a gratidão, bênçãos e aleluias...
c. Sim, Davi sempre achou motivos para louvar a Deus, como declara no Salmo 34: 1: "Bendirei ao Senhor em todo o tempo, o Seu louvor estará sempre nos meus lábios"...

B. Por que devemos agradecer a Deus?

1. Temos uma excelente resposta no Salmo 106: 1: "Rendei graças ao Senhor, porque Ele é bom, e a sua misericórdia dura para sempre".
a. Quanta bondade Deus tem para conosco, mas muitas vezes Ele recebe como recompensa a esta bondade, apenas ingratidão...

2. Jó, mesmo nos dias mais aflitivos de sua vida, encontrava motivos para agradecer e louvar a Deus...
a. Esta atitude, sem dúvida alguma, deve servir de estímulo para nós, a fim de aprendermos a louvar e agradecer a Deus mesmo em meio ás dificuldades...

3. Notem o que declarou Hellen Keller, que era cega, surda e muda: "Dou graças a Deus por meus impedimentos, pois, por meio deles encontrei a mim mesma, minha obra e meu Deus"...

4. Nos Evangelhos encontramos Jesus falando de alegria e agradecendo ao Pai, mesmo à sombra da cruz...

5. Se atentarmos bem para o início das epístolas paulinas, veremos que sempre ele as inicia apresentando ações de graça...

6. A personalidade de Paulo apresenta-nos outra característica que apreciamos e que devíamos imitar...
a. Mesmo em face de tristeza, lutas, perseguições, exílio, doenças e incompreensões ele soube manter um espírito de elevada gratidão...

7. A Bíblia também nos diz que os anjos de Deus louvam constantemente o nome do Pai e agradecem ao Todo-Poderoso por Sua bondade...
a. Eles cantam: "Louvor, e glória, e sabedoria, e ação de graças, e honra, e poder, e força ao nosso Deus, para todo o sempre".

8. As ações de graça são tão importantes, que o apóstolo Paulo nos exorta com as seguintes palavras:
a. "Em tudo dai graças; porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco" I Tes. 5: 18.

Conclusão:

1. Pela graça divina, um dia, poderemos juntar-nos aos santos anjos nas cortes celestiais ecoando louvores e ações de graça ao nosso amorável e bondoso Deus.

2. Para que isto se torne realidade precisamos ter corações agradecidos enquanto estamos aqui.

 

 
 
envie-nos um e-mail envie-nos um e-mail envie-nos um e-mail envie-nos um e-mail

 

S